©  2017 por Centro de Desenvolvimento Casulo.

Rua Dom Jorge de Menezes, 1049 - Centro - Vila Velha/ES

Tel: 027-3020.8132

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon

027-99807.5187

Psicoterapia

A especialidade

A psicoterapia trata diversos problemas psicológicos, entre os quais a depressão, a ansiedade e as dificuldades de relacionamento com as outras pessoas são os mais comuns. É uma forma muito eficaz para a resolução de problemas psicológicos, mesmo daqueles que já existem há muitos anos.

O tratamento destes problemas é feito através de conversas com um psicoterapeuta (geralmente um psicólogo).

 

A psicoterapia pode ocorrer em conjunto com um tratamento medicamentoso com ansiolíticos ou anti-depressivos. A não ser que existam problemas ao nível físico, estes medicamentos não curam os problemas, mas aliviam os sintomas. Em alguns casos, contudo, os medicamentos podem ser mesmo necessários para melhorar o funcionamento mental do cliente, de forma a possibilitar a psicoterapia.

Contrariamente ao que muitas pessoas  pensam, este tratamento não se resume a um conjunto de conselhos. Esta forma de ajuda também existe e chama-se aconselhamento psicológico.

A psicoterapia é um processo de exploração do funcionamento psicológico do cliente com a ajuda do terapeuta, levando a um maior auto-conhecimento em relação a fatores como a influência dos acontecimentos na história pessoal, a personalidade e padrões de relacionamento interpessoal. Assim, este processo propõe ao cliente uma oportunidade de aprender  a comportar-se, a sentir e a pensar diferentemente, de forma a desenvolver uma maneira mais produtiva e feliz de estar na vida.

Um outro aspecto em que a psicoterapia é diferente do tratamento médico é que o cliente não se deve limitar a deixar-se  tratar, mas espera-se, outrossim,  que colabore ativamente no processo. Muitas vezes é o cliente que traz o tema da sessão, sabendo ele/ela melhor que ninguém o peso dos factores que compõem a sua vida. Parte significativa do trabalho terapêutico é feita entre as sessões, refletindo sobre e testando aquilo que foi dito na vida real.

 

Para estimular esta actividade, o terapeuta muitas vezes pode prescrever «trabalhos de casa». Para realçar este papel activo, a pessoa que procura ajuda psicoterapêutica é chamada “cliente” e não paciente.